O iogurte é um alimento vivo, pois os lactobacilos responsáveis pela fermentação revitalizam o leite. O ideal seria abrirmos mão da utilização de qualquer lácteo, mas diante da realidade em que vivemos, não podemos desperdiçar esse recurso que pode ter importante papel social e nutricional, se utilizado adequadamente.

Em sua magistral obra “Alimentos: Melhor Remédio para a Boa Saúde”, resultante de uma pesquisa sobre nutrição a partir de alguns milhares de cientistas, a escritora Jean Carper também critica a ingestão de leite. Entretanto, defende o consumo de iogurte! As pesquisas demonstram um grande aumento da capacidade imunológica dos consumidores de iogurte. Jean Carper afirma que aquele que consome duas xícaras diárias de iogurte chega a desenvolver cinco vezes mais imunidade.

Pode-se encontrar ótimas referências ao iogurte, inclusive em obras convencionais. Algumas apresentam o iogurte como excelente reconstrutor da flora intestinal, após tratamentos com antibióticos. O médico toxicologista e homeopata, Dr. José Fischtner, aconselha o consumo de iogurte a suas pacientes acometidas de cândida e tricônomas. Os lactobacilos são bactérias ferozes contra fungos e outras bactérias patogênicas, curando rapidamente as infecções femininas mais comuns.

Mas e o queijo e a coalhada?

A coalhada, apesar de mais digestiva, não é um alimento vivo como o iogurte, pois é produzida por processo químico, utilizando caldo de limão. A coalhada produzida com leite de vaca ou cabra sem ferver e exposto ao sol possui maiores doses de vitalidade. Quanto aos queijos, na grande maioria, não constituem alimentos vivos e são geralmente indigestos. A melhor maneira de consumir queijo é na companhia de digestivos naturais, tais como azeitona e orégano, regado a saladas com limão e alimentos crus.

Como preparar o iogurte caseiro

É muito fácil. Você deve ferver o leite, não importando aqui a quantidade. Após fervido, resfrie e oxigene o leite derramando-o entre vasilhames várias vezes. A temperatura ideal para preparo do iogurte é 40 graus, um morno mais para quente. Percebendo essa temperatura que pode ser testada com termômetro ou, no caso da produção caseira, com a ponta do dedo, você deverá acrescentar ao leite morno 200 ml de iogurte natural, misturando mais algumas vezes ao derramar entre vasilhas. A partir daí deixe descansar de um dia para o outro. Apesar de sugerir esse espaço de tempo é possível fazer iogurtes firmes como queijos em apenas 4 horas de descanso. Tudo depende da esterilização dos recipientes e de sua agilidade, que surgirá com o tempo. Não esqueça de servir o iogurte com frutas, tendo o cuidado de não misturar as doces com as ácidas. Com um copo de iogurte natural é possível prepararmos até 30 litros de iogurte.

Néctar de fruta com iogurte

Eis uma receita maravilhosa! Você mistura uma xícara de iogurte caseiro com duas xícaras de suco de fruta. Pode ser de laranja, maracujá ou outro. Então bata no liquidificador com mascavo ou melado de cana. As crianças adoram o néctar de iogurte. É uma bebida ideal para festas e aniversários.

Molhos à base de iogurte

Você também pode produzir ótimos molhos a partir do iogurte. Um clássico leva uma xícara de iogurte, 2 limões espremidos, orégano, salsinha picada e cenoura ralada. Uma pitada de alho dá um toque bem especial. A partir daqui você pode criar vários outros molhos “vivos” com iogurte que darão mais sabor a suas saladas e grãos germinados.

Nossas Acomodações

Clique aqui para ver nossas acomodações!

 


Desenvolvimento: VixCenter ® 2004 • Brasília • DF